A equipa de Luís Castro brindou-nos com um golo perfeito em transição ofensiva. Porquê? Porque os jogadores envolvidos fizeram tudo na perfeição, no que diz respeito à tomada de decisão e ao saber decidir (com e sem bola). Algo que vem de Trás os Montes, e sem espanto algum, sendo Luís Castro um dos melhores treinadores em Portugal – pela sua ideia de jogo, a forma como quer que as suas equipas se apresentem em campo, mas também pela qualidade na organização dos quatro  momentos de jogo.

Importância de saber fixar o adversário para soltar no colega livre, se for preciso fazer um compasso de espera, atacar o corredor central de forma a criar indecisão a quem defende.

E se o lance do golo, em vez de atacar o corredor central, tivesse seguido outro caminho, e sem a procura no fixar o adversário, como muitas vezes se vê?

Vídeo do golo e análise em baixo

 

P.S.: Se gostaram,  continuem a partilhar!